Categorias:

Olá leitores queridos, como estão os armários de vocês? Muito cheios? Talvez seja melhor comprar mais armários...ouuuu, ler esse texto. 

Leiam de verdade, comentem, compartilhem nas suas redes sociais.
Há! Mas antes não esqueçam de clicar no play no final do texto. 

Ótima leitura à todos!!!

***********

Compre, compre, compre, compreeee!! Itens materiais ou leveza? O que deseja?

Imagem relacionada
Compre, vocês já possuem o laptop, o smartphone, o tablet mais moderno? Não, não falo do que lançaram ontem, falo do que foi hoje lançado, há meia hora atrás, eu já comprei todos. 
E aquela make bafooo? Eu tenho só umas 30 paletas de sombra, aí não resisti a essa última, linda, cores únicas. E aquela botaaaa de cano altíssimo? Tudo bem que onde moro nem faz frio, mas ela é tãooo linda e além disso a atriz fulana de tal usa né? Há! Pre-ci-so para ontem aquele perfume que a cantora tal disse que usa, ainda mais porque os que tenho, uns 15, venceram acreditam? Não sei porque...

Ok pessoal, nada disso acima acontece na minha vida, foi só para introduzir o assunto e antes que eu seja apedrejada aqui, super respeito quem é assim, sério, respeito mesmo. O que venho por meio desse texto conversar com vocês é sobre o significado desse consumismo todo e gostaria que, quem fosse assim como citei acima, dissessem porque fazem isso, que significados o consumismo tem em suas vidas, quais as vantagens de ter tanta coisa a ponto de nem conseguir usar a metade de cada produto ou usar mais que 3 vezes uma roupa. Sério mesmo, gostaria de ouvir e entender mais o lado de quem é consumista e não tem vergonha disso. Eu vou comentar o que penso, o que não é uma verdade absoluta, mas sim minha visão sobre o assunto ok?

Ultimamente minha visão sobre consumo está mudando, ando analisando o que gosto de vestir de verdade, independente de estar na moda ou não. Ando pensando nas cores, no tipo de calçado de frio e de calor que me sinto confortável usando (aqui no RS faz do zero grau até 40 lembrando a quem acha que aqui é só tempo agradável). Ando analisando sim a moda, mas como uma forma de ter ideias novas para introduzir no meu dia a dia. Resultado desses pensamentos: limpeza geral no guarda roupa e análise detalhada de cada item que estava nele (fazia o que dava para fazer dentro de uma hora por dia, sem pressa). 
Imagem relacionada
Analisei da roupa de cama  e toalhas (se eu precisava de todas as que eu tinha e quantas seria suficiente eu ter), bijus (as que eu realmente usava e as que estavam "mofando" lá dentro), lenços, cachecóis (eu gostava de todos? usava todos?), makes (venceu? lixo!!! sem pena - ok uns deu pena mas fui forte -, vi também os produtos de makes e cremes que eu mais gostava e resolvi manter eles e os que eu não gostava tanto, ou deixei separado para terminar de usar todinhooo ou dei para parentes que eu sei que usam), roupas (aaa essa eu fui radical mesmo, pensei na minha real necessidade, no meu novo estilo e tirei do guarda roupa tudo o que não entrava mais em mim - academia todo dia dá nisso, encolhe as roupas, hahahahaha -, separei também o que eu não gostava de usar e fazia por mera educação de quem me presenteou e ainda tirei o que eu estava há mais de um ano sem usar - menos tempo não dá galera já que aqui temos as 4 estações do ano, normal ficar meses sem usar vestidinhos de verão - ). 

E o que fiz com o que eu separei? Cremes e makes vencidas: lixo. Bijus, calçados e roupas uns eu separei para doação e os que estavam praticamente sem uso separei para uma amiga que vende em brechós que, inclusive, agora tem todo início de mês um pertinho de casa e com isso ainda vou ganhar um dinheirinho. Amigos: isso dá uma leveza na gente, renovar energias, usar o que gostamos, comprar somente o que vamos usar de verdade nada mais, nada para ficar enfeitando armário. 

Não sou especialista no assunto, mas para fabricar cada item que você tem no armário é necessário muita matéria prima (incluindo muitaaaaaaaa água) e matéria prima e água fazem parte da nossa natureza que está cada vez mais sendo destruída pelo mercado do consumo. Azar da destruição? Azar? Azar que amanhã tudo seja artificial, que você tenha que pagar horrores por um galão de água, azar se o ar que você respira fique constantemente poluído e que não haja mais lugares naturais para dar aquela descansada no próximo feriadão. É isso? Além disso, quantos produtos (makes, cremes, calçados, roupas, etc) são fruto de trabalho escravo (sim, existe escravidão hoje em dia simmm)? Quantas pessoas miseráveis, no sentido de pobreza, são submetidas a horas absurdas de trabalho sem direito a intervalos, ganhando o que mal dá para comer, para fabricar o seu produtinho da moda? 

Chega de consumir o que não precisamos!!! Até porque, dificilmente precisamos de tudo o que temos no armário, a não ser quem já fez essa mudança de pensamento e o detox geral nos seus itens. E sim, vamos continuar consumindo sim, mas de maneira consciente, procurando por itens vindo de trabalho sério, dentro da legalidade de nosso país, por itens que tenham um respeito maior com a base da vida (natureza).  
Resultado de imagem para livros tumblr
E isso vale também para itens de estudo, digamos assim. Eu mesma parei de usar marca texto convencional, aí resolvi dar meu estoque (sim, eu tinha um estoque de marca texto) para os amigos que sei que usam. Agendas velhas destaquei as partes que não foram usadas e cortei em pedaços, coloquei num ex porta bijus de madeira para anotar itens que eu tenho que comprar no supermercado ou aquela ideia que surgiu do nada. Revi as canetas que tenho e selecionei as marcas que mais aprecio e decidi só comprar dessas, por mais que me apareçam canetas bonitinhas na frente. Deixei na minha mesa apenas as canetas que uso e uma de cada cor, de cada tipo que eu realmente usooo e guardei as que tenho fechadas num estojo como se fosse um estoque, assim sei que só vou comprar, por exemplo, caneta azul quando eu não tiver mais nenhuma no meu estoque. As que não gostava, dei ou decidi usar até o final e não comprar mais elas. Aliás, já pensaram em usar tudo o que tem até o final?

Repense no seu modo de viver, ninguém é obrigado a seguir a modinha, repense no que vocês gostam de verdade, no que faz vocês mais felizes, repensem também na parcela de contribuição de vocês para essa indústria que destrói a natureza sem respeito e que ainda usa trabalho escravo. Repensem e selecionem melhor o que vocês precisam e de quem vocês vão comprar. 

Chega de consumismo sem limites!! Sejam mais leves. 




24 Comentários

  1. Olha elaaaaaa arrasando em mais um texto! Hahahaha <3
    Eu concordo plenamente com o que você escreveu aqui. Fazer comprar é realmente muito bom, eu mesma adoro comprar coisas novas. Mas devemos comprar o que realmente vamos precisar ou algo que queremos muito. Quando compramos só por comprar é por algo está errado e precisamos prestar mais atenção nisso.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/08/top-7-novidades-da-semana_11.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii Gabriela, fiquei sem jeito com o seu arrasando, hehehehe, mas ameii heheheh. >> Quando compramos só por comprar é por algo está errado e precisamos prestar mais atenção nisso. << Essa parte de seu comentário rende um texto... gostei, vou anotar.

      Gratidão por sempre nos acompanhar.

      Excluir
  2. Oi Fê
    Eu andei pensando muito no assunto, principalmente em relação aos livros. Houve um tempo que eu comprava muito e não acabava lendo nem metade. Agora mudei isso. É importante refletir sobre o consumismo. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também Nessa, o importante era comprar, não interessa se estava na lista nossa de desejados ou não. Mudei isso também, procuro comprar o que me interessou de verdade ou que está na listinha dos meus livros desejados.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Ahhh, você arrasa demais nos textos, hahaha. Adorei o assunto de hoje e ficou ótima a crônica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Larissa. A opinião de cada um de vocês é muito importante para mim.

      Excluir
  4. Olá, Fernanda.
    O consumismo é um sério problema porque é algo que dá prazer, mesmo que seja momentâneo. Eu nunca fui assim porque nunca tive dinheiro para gastar hehe. Como na minha casa o dinheiro sempre foi curto, desde criança aprendemos a economizar e reciclar. E mesmo depois que comecei a trabalhar e tinha meu próprio dinheiro para comprar as coisas nunca fui de gastar sem necessidade. Sempre que entra alguma coisa nova, outra sai para dar espaço. E só compro quando preciso mesmo. Só com os livros que uma época fui meio desequilibrada, mas já parei com isso. Compro só o que quero ler e sempre dou os que já li. Parabéns por mais um texto desconcertante.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sil,
      Como amo conhecer mais vocês, saber das histórias de vocês...
      >> Como na minha casa o dinheiro sempre foi curto, desde criança aprendemos a economizar e reciclar. << Isso deveria sem em todas as casas. Hoje em dia reciclagem está muito ligado ao grupo de baixa renda o que é puro preconceito. Reciclagem deve ser para todas as categorias financeiras, reciclar deveria ser uma atitude de orgulho pois dessa forma estamos cuidando do nosso planeta. Ameiii seu comentário e com ele já tive uma ideia de próxima crônica. Vocês me inspirammmmm hehehehehe

      Excluir
  5. Oi, Fernanda

    Eu não sou nada consumista. Eu venho de uma família que só consome o necessário, aqui em casa ninguém tem roupas demais, sapatos demais... acho um desperdício de dinheiro e espaço. Porque vou ter 50 pares de sapato de só preciso de cinco? Enfim... é um texto extremamente relevante e conheço algumas pessoas que se beneficiariam com ele...

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Tamires, uma coisa é consumir o que precisamos, o que vamos usar de verdade, outra bem diferente é desperdício. E todo recurso natural é finito né? Muito interessante seu comentário. Gostei muito. Volte sempre.

      Excluir
  6. Oi Nanda! Acho a reflexão super valida! Eu já fui mais consumista, hoje eu me controlo bem mais, antes de comprar qualquer coisa eu realmente penso na necessidade em tê-la e custo/benefício! Acho que me sinto mais livre agora por isso kkkkk

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente se sente leve né Mi? Todos deveriam experimentar essa sensação...

      Excluir
  7. Oi Fernanda!
    Eu tive a solução dos meus problemas consumistas quando comecei a trabalhar e a pagar pelo meu próprio consumo. Quando meu pai me bancava, acho que era mais difícil entender o valor das coisas, hoje valorizo bem mais e prezo sempre pelo necessário!
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandra, você é exemplo então porque nem todo mundo que começa a ganhar seu dimdim aprende essa lição. Mas um dia acredito que todos vão precisar pensar e decidir se vão assumir sua responsabilidade ou fingir que nada vê.

      Excluir
  8. Depois de perceber que eu estava literalmente trabalhando o dobro para comprar o que eu não usava... passei a repensar tudo o que consumo e me sinto bem mais leve!!!

    Esse texto é maravilhoso, transparente e atual. Tudo a ver com meu momento kk

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa boa ler isso Amiga Delicada. Sintonia existe por aqui... imaginar que escrevo sem imaginar que, muitas coisas que cito vocês estão passando. Bom demais essa troca!!!

      Excluir
  9. Oi Fernanda! Como vai?
    Mais um belo e instigante texto! O consumismo é quase que uma doença mundial. Eu não me acho consumista, ainda mais que as coisas não são fáceis e a grana aqui não abunda... Temos mesmo que parar para refletir a maneira como levamos a vida, e o que pretendemos ter em nosso futuro.
    Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Futuro Lia, algo que as pessoas não pensam mais. Ok que não devemos ficar bitolados com ele mas devemos nos planejar para ele, afinal... ele chegará e chega todos os dias. Gratidão pelo comentário.

      Excluir
  10. Nossa, ótima reflexão! Eu sou muito consumista, desde novinha. Mas ultimamente tô conseguindo me controlar mais..

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois pense sobre o que o texto diz e leia os comentários também. Estamos todos aqui, uns para ajudar os outros a evoluir. Conte conosco!

      Excluir
  11. O consumismo é um assunto muito sério mesmo, se não cuidar realmente vira uma doença. Eu graças a Deus venho me controlando bastante quanto a isso, espero conseguir cada vez mais diminuir esse vício tão cruel!

    papeldeouro2016.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso Giovana, e o problema maior ainda é que quem tem essa doença nem percebe o quanto faz mal. As pessoas estão adoecendo por motivos banais...

      Volte sempre, adorei seu comentário.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário!