Categorias:

Olá leitores lindos!! Final de março e aqui no sul o outono chega nos preparando para o inverno que acredito que será tinhoso, hehehehe, é ... aqui temos todas as estações do ano de forma intensa.

Inverno é bom em muitos sentidos mas algo é fato: nos limita um pouco a fazer atividades ao ar livre (isso caso você more na zona de gelo do Brasil, ou seja, "surrrrrrrrrrrr") e nós adultos temos que planejar bem nossas folgas para aproveitar o sol e curtir a rua, porque para quem não sabe, aqui no sul as horas de sol são bastante limitadas no inverno. 

E se nós adultos temos que usar a criatividade para curtir o ar puro, imagina como fica para as crianças. E pensando nelas venho falar de duas situações (de muitas outras que me deixam tristes) que vejo com essa turma de pequenos grandes futuros heróis de nosso planeta.  Nesse texto dou minha sincera opinião que pode não ser a certa mas com certeza tenho porque me preocupo com essa geraçãozinha que está na área.

Clicam no play e ótima leitura a todos.

Abraços apertados de carinho.


********
Infância tecnológica e sem vida

Resultado de imagem para crianças brincando na chuva tumblr
Atualmente vejo algo que me deixa triste: crianças sendo geradas e "atiradas" ao mundo de qualquer jeito e esse atiradas não é na rua, mas sim dentro de casa mesmo, atiradas pelos pais dentro de ambientes com ar condicionado, mil aparelhos tecnológicos, mil guloseimas e nada de contato humano.  Sim, existem exceções de pais que estão ao lado dos filhos, sabem educar e graças a eles podemos ter esperança. Mas hoje falo de algumas coisas que me incomodam em ver.

Primeiro fato: ver crianças que nem largaram das mamadeiras tomando... coca-cola!!! Sim, eu já vi diversas vezes e isso fez eu quase ficar paralisada olhando sem disfarçar nada. Crianças pequeninas que no primeiro ou segundo choro pedindo atenção de um dos pais, pais estes que estão numa conversa muito mais importante com outro adulto ou estão com os dedos no celular e que, para não serem interrompidos tascam nos filhos uma mamadeira de coca-cola. Tudo bem que nós adultos tomamos 2... 4 litros de coca-cola por dia (apesar de eu não tomar) mas nós somos adultos e sabemos o quanto de porcaria estamos colocando para dentro de nosso corpo, temos consciência mas as crianças não tem essa noção, elas confiam plenamente no que os pais lhe dão para beber ou comer.  

Interessante que atualmente há diversos "espantos" pela sociedade como exemplo: ver tantos jovens com taxas diversas elevadas no sangue (colesterol, glicose, etc), jovens obesos não porque querem ser mas são assim e se sentem infelizes e isso traz tantas piadinhas no colégio, há espanto geral em ver tantas pessoas adultas mas jovens precisando de remédio para dormir ou com dor aqui ou ali...e ai surge a constatação: " esse mundo está virado mesmo, nada mais presta, coitados de nós e de nossos filhos porque sofrerão com a energia ruim desse mundo ". Só que, muitas vezes quem faz essa constatação é a mesma pessoa que enche o filho de 3 anos de idade de bolachinha recheada, coca cola e frituras. O mundo está com energia ruim ou a alimentação do seu filho que está pobre de vitaminas? 
Resultado de imagem para ursinho tumblr
Segundo fato: a criança mal sabe falar mas já domina o smartphone dos pais. Não sabe nem dizer bom dia, obrigado, mas os olhos nem piscam na frente da tv e mesmo no idioma "bebe crescendo" ou seja, nas primeiras conversas enroladas que tentam fazer, já sabe informar o que quer assistir na televisão ou no computador. Eu não sei vocês mas eu interpreto assim: " haaaaa filha ... mamãe quer ver o vídeo sobre o artista que traiu a esposa e tu quer colo? Haaa pega esse telefone e fica brincando e me deixa quieta. " Gente, é assim que vejo quando observo uma criança que mal sabe caminhar com celular na mão. Acho ok deixar ela vendo um vídeo infantil no celular em casos de estarem viajando para um lugar distante, ficar em um carro um tempão sentado não é o melhor divertimento de toda criança (mas aí vale os pais se organizarem cedo pensando e planejando distrações e tarefas para a criança passar o tempo né), ou em uma viagem de avião por exemplo mas no dia a dia em casa vamos evitar né?  

Crianças que vivem grudadas em tecnologia acabam não aprendendo a interagir realmente com as pessoas, não aprendem direito a conversar, falar, olhar olho no olho, valorizar o contato físico,  um abraço, um sorriso, um banho de chuva, valorizar brincar na areia, no barro, na grama, com o cachorro, não conhecem cheiro de grama molhada, não curtem olhar as estrelas, não sabem o que é andar descalços, não conhecem a magia que tem em cada flor, cada planta, não sabem o quanto faz bem abraçar uma árvore, em tomar um banho de mar agarradinhos com seus pais, são sabem que seus pais podem ser sim seus amigos da vida inteira, nunca experimentaram comer massa crua de bolo, nem de inventar brincadeiras com papel e lápis, não conhecem e talvez nunca conheçam o que é simplicidade. 
Resultado de imagem para crianças tumbl
Quantos de nós adultos não valorizamos a simplicidade? E quantas pessoas sempre estão tristes e depressivas porque lhes falta o menos, o simples, o singelo, o fácil... Muitas vezes não precisamos de roupas caras, morar em coberturas com uma piscina linda, nem de posições importantes no trabalho, o que nos falta é saber olhar as estrelas, é curtir a chuva, é fazer uma bagunça na cozinha fazendo um bolo, é abraçar uma amiga, é sentar perto de uma janela, em uma sacada ou no pátio para quem tem e curtir sua estação preferida, muitas vezes o remédio para nossa tristeza e depressão é valorizar o simples e isso aprendemos também na infância. 

Hoje citei 2 situações com crianças que me deixam...tristes...mas há diversas outras de apavorar qualquer pessoa. Também esclareço que não temos filhos, nem sobrinhos e muito menos afilhados (e como gostaria de ser madrinha de um pequeno (a) !!!) mas nem por isso sou dispensada de observar e constatar algumas coisas que acredito de verdade que podem ser mudadas.

Pais: planejam as tarefas de seus filhos para quando não estiverem perto deles, incentivem eles a ler, a desenhar, a brincar longe de apetrechos tecnológicos, mostrem a eles a chuva e as estrelas e para quem vive em apartamento... levem eles até um local com natureza em dias de sol e também em dias de chuva para que eles conheçam o maravilhoso cheiro de terra molhada, ensinem valores nobres, ensinem eles a tratar com educação as pessoas, a serem gentis, abracem seus filhos, sejam amigos deles... pois será esse pequenino que colocou no mundo que agirá no bem ou no mal do futuro que está aliii ooooo, bem pertinho. 

Vocês pais tem a missão mais importante e mais linda do planeta: orientar a nova geração de comandantes dessa terra. Façam com amor, façam com capricho, façam de coração. 



28 Comentários

  1. Super concordo com seu texto! Muito bacana! Conhecendo seu blog agora, já estou curtindo e seguindo! ;)

    Blog: O Planeta Alternativo

    Instagram: @OPlanetaAlternativo

    Facebook: /OPlanetaAlternativo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Walter, seja bem vindo! Gratidão por comentar.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Gratidão por comentar Anna! Volte sempre.

      Excluir
  3. Oi Nessa.
    Gostei muito do seus post, de suas reflexões. Concordo muito com você. E fico muito triste e preocupada com esta geração que será o futuro do Planeta.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Refletir já nos ajuda a agirmos de uma forma melhor dentro de nossas possibilidades... Gratidão por comentar.

      Excluir
  4. Aqui no estado de Rondônia o frio não dá as caras. O calor e o que predomina. Ficar em casa se torna exaustivo, por que o ambiente fica abafado. E atividades ao ar livre e o que mais se vê por aqui. Porém, ainda tem muitos que prefere ficar em casa trancados utilizando suas tecnologias. Infelizmente essa geração é totalmente apegada aparelhos eletrônicos. Amei a reflexão e super concordo com você bjs

    Taynara Mello www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Taynara!! Precisamos desapegar um pouco da tecnologia e ensinar a futura geração de nosso planeta que o caminho do equilíbrio é o melhor.

      Excluir
  5. Concordo plenamente com o seu texto. A minha infância não teve toda tecnologia e eu fui feliz sem precisar disso tudo. A criança deveria aprender desde cedo a dar valor às coisas mais simples da vida.
    Mil beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/2017/04/top-5-novidades-da-semana.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha infância também não teve tecnologia e tenho ótimas lembranças dela. Precisamos ensinar para os pequenos o prazer das brincadeiras mais simples.

      Excluir
  6. Oi
    adorei o texto e só li verdades, as crianças hoje preferem um celular do que brincar e eu fico revoltada quando vejo isso, pois brincava e muito, um dia estava indo para faculdade e olhando pela janela do ônibus vi 3 crianças uma do lado da outra cada um com celular em vez de estarem brincando.
    Uma coisa que também me revolta é crianças de cinco, seis anos querendo ser adultos rebolando até o chão e escutando músicas cheias de besteiras por influência dos pais.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Denise em todos os sentidos. As crianças não estão sendo educadas para aproveitar o simples mais... uma pena.

      Excluir
  7. Olá, Fernanda.
    Eu amo o Outono, é minha estação do ano favorita. Quanto ao texto eu tenho que concordar com tudo o que você falou. Não tenho filhos mas me incomodo de ver como as crianças que estão por perto, filhos de amigos e parentes, e a forma como estão sendo criados. Ontem mesmo estávamos conversando aqui em casa sobre quando eramos crianças e falamos isso de quanto nos divertíamos e de que nem sabíamos o que era diabetes, pressão alta e hoje em dia conheço várias crianças que tem. Infelizmente os pais estão mais preocupados com eles mesmos do que o que está acontecendo com seus filhos.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sil !! Disse tudo >> Infelizmente os pais estão mais preocupados com eles mesmos do que o que está acontecendo com seus filhos. << Você resumiu o que eu tentei dizer em várias linhas.

      Excluir
  8. Oi, Nanda!
    No dia que chegar frio aqui no Maranhão, é o apocalipse.
    Adorei seu texto. Eu fico muito de cara com a quantidade de criança com a cara enfiada em celular e afins. E ai dos pais quererem tomar...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os pais não precisam tomar o celular das crianças mas sim ensinar e mostrar outras formas de se divertir e se divertir junto com eles...

      Excluir
  9. Oi Fernanda,
    Hoje em dia é mais fácil dar um celular do que educar a criança, né?
    Uma pena! Lembro que na minha época, meus pais ficavam controlando a 1h que eu podia ficar na internet discada, rs. Bons tempos...
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está havendo a necessidade de mais controle isso sim, não é restringir a criança em acessar celulares e computadores mas sim ensinar a ter equilíbrio.

      Excluir
  10. Oi Nessa!
    Nossa, achei tão pertinente e concordo tão forte com o que você pontuou nesse texto!
    As crianças não curtem a natureza, não inventam brincadeiras, não colocam a criatividade para fora, é tudo ao contrário: já encontra tudo pronto com as tecnologias e se fecham totalmente, se tornando crianças anti-sociais e muitas vezes chatas e mimadas.

    Uma pena que o mundo esteja indo por esse caminho.

    E aproveito para dizer que o livro "Os meninos da Rua Paulo, que postei lá no blog (você até comentou) mostra mundo esse tempo bonito em qu as crianças saiam para brincar na rua, usavam brinquedos manuais, lutavam por seus espaços para brincar neles. Se puder leia. APosto que vai amar.

    Bjux
    Diego, Blog Vida e Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diego, aqui é a Fernanda e não a Nessa que posta as crônicas...
      Muito pertinente seu comentário. Gratidão e volte sempre.

      Excluir
  11. Amei seu post, infelizmente as crianças são bem ligadas a tecnologia e isso é bem triste, pois elas esquecem de realmente aproveitar essa fase tão extraordinária. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Kaila. Adorei ver seu comentário. Volte sempre.

      Excluir
  12. Olá, amei o texto e super concordo. Eu estava pensando sobre isso esses dias, tenho uma prima de 6 anos e vejo como as coisas são hoje em dia, como tudo é voltado para tecnologia, como tudo é tão fácil... Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tecnologia faz parte, o que não pode fazer parte é o exagero. Volte sempre Mayara!

      Excluir
  13. Olá Fernanda, tudo bem?

    Parabéns pelo excelente post, infelizmente a infância de hoje está bem longe de ser da infância que tive, mas pelo menos eu tento dar o de melhor para a minha filha e quero isso também...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente nota na carinha da sua pequena a alegria dela...e crianças que ficam o dia inteiro com os olhos em celulares não tem o sorriso e a luz que sua filhota tem. Continue sendo esse pai que mostra ser maravilhoso.

      Excluir
  14. Olá, amiga! O meu texto favorito! Arrasou hein amiga. Nota mil! Concordo plenamente e penso super parecido. Meu maior sonho é ser mãe e ensinar ao meu filho, desde cedo, a valorizar a simplicidade e a natureza. Está sendo cada vez mais difícil educar no mundo de hoje... Mas é papel dos pais ensinar corretamento os seus filhos a respeito do bom uso da tecnologia. Este texto serve para os adultos de plantão tb. Qtos de nós não deixamos de apreciar um belo dia de sol atrás de alguma telinha? Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei sua reflexão amiga. Penso da mesma forma, porque como você também não tenho filhos e desejo ser o mesmo tipo de mãe que deseja ser. Gratidão por cada palavra!

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário!