domingo, 29 de maio de 2016

Resenha: O Orfanato da SRTA. Peregrine para Crianças Peculiares


Oi meus amores, tudo bem?

Hoje venho comentar com vocês sobre minha ultima leitura. Eu estava tão curiosa para ler este livro que assim que o comprei, já comecei a lê-lo.


O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares 

(Srta. Peregrine #1)



O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares

Sinopse
Milhões de cópias vendidas em todo o mundo! Traduzido para mais de 40 idiomas! Eleito uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente. Estou ansioso para o próximo volume da série!” RICK RIORDAN, autor da série Percy Jackson e Os Olimpianos. “Um romance tenso, comovente e maravilhosamente estranho. As fotos e o texto funcionam brilhantemente juntos para criar uma história inesquecível.” JOHN GREEN, autor de A culpa é das estrelas. “Vocês têm certeza de que não fui eu quem escreveu esse livro? Parece algo que eu teria feito...” TIM BURTON

Eu comecei a ficar curiosa por este livro quando eu participei da Turnê da editora Intrínseca e vi o trailer do filme. 

Este livro é uma mistura de ficção, fantasia, terror e fotografias. A junção da história com as fotografias fizeram a história ficar mais aterrorizante, apesar do livro não ser um "terror", essa minha opinião. Mas confesso que conforme iria lendo e vendo as fotos, eu sentia um medidinho :D 


O livro conta a história de um garoto de 16 anos, o Jacob. Desde criança ele ouvia histórias estranhas do seu avô, que até parecem contos de fadas. Ele não acredita muito nas histórias do seu avô porque parecem estranhas. Além das histórias ele tinha fotos bizarras de crianças, que Jacob julga não serem verdadeiras.

Seu avô sempre conta que num tempo passado quando ele estava fugindo da guerra, ele foi parar numa ilha, em um orfanato, e que lá viviam crianças peculiares, diferentes com a SRTA Peregrine. Dentre as crianças uma menina que levita, um garoto invisível, uma menina contorcionista, dentre outros. Mas ninguém acredita nessas histórias. Até que seu avô começa a falar que monstros estão vindo atrás dele, mas a família pensa que ele não está bem por causa da idade, está perturbado por tudo que já passou na vida, e ele vem a falecer, de uma forma muito estranha.

Jacob fica intrigado com tudo que aconteceu, forma que seu avô morre, e lá na casa dele encontra uma caixa de charuto com as fotos que ele lhe mostrava. Jacob fica curioso, e tudo que ele quer é ir na ilha do orfanato e ver o que tem lá, se de fato irá encontrar alguém que conheça as histórias de seu avô.

Por conta da morte do avô, os pais de Jacob pensam que ele não está bem, está delirando, com trauma da morte do avô. Ele começou a contar que vê coisas "monstros", tem pesadelos todas as noites. E acaba indo fazer terapia. O que os pais dele não esperavam, é que o terapeuta fosse incentivar o garoto a ir até a ilha, como forma de ajudar no tratamento. E assim Jacob vai com seu pai nesta aventura. O que será que o Jacob irá encontrar??? Qual sua missão?

Gente, eu gostei muito deste livro. É o tipo de escrita que é envolvente, o enredo é muito bom. O mais legal é que vamos desvendando os mistérios junto com o protagonista. Gostei muito do desenvolvimento da história, de como o autor conduziu. Mas como vocês podem ver tem dois livros depois deste, ou seja, o final deste primeiro livro nos deixa loucos pela continuação.

Eu gostei muito da ideia do autor de juntar as fotografias à história, porque conforme você vai lendo, e conhecendo o contexto da história é como se você tivesse junto com protagonista vendo as fotos. E isso me deixava curiosa, eu ficava cuidando durante a leitura, as páginas pretas, se estava chegando nas fotografias. Apesar de serem bizarras, tinha tudo a ver com a história, e de certa forma tornou a história mais real. (se você tem medo de histórias assim não leia à noite, hihihih.)


Eu tentei não fazer spoiler, porque se eu contar todo contexto vai perder um pouco a graça e o encanto na hora da leitura.

Vou colocar aqui o Trailer do filme, mas tem muito spoiler nele, muito do que não falei aparece. snif!


             


Alguém já leu? Curtiram?

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Eventos: #JojoLovers/Orgulho Nerd - Dia da Toalha


Oi meus amores, tudo bem?

No dia 21 de maio eu participei do evento Encontro #JojoLovers, organizado pela Scheila do blog Guardiã da Meia Noite. Foi um encontro de leitoras da autora Jojo Moyes. Foi um momento muito bom, conversamos sobre os livros da autora e claro sobre o filme "Como eu era antes de você" que estréia no dia 16 de junho.

(Foto: Guardiã da Meia Noite)

Livros da autora



Foi um bate papo muito bom e divertido, sempre é bom encontrarmos com pessoas que gostam de ler, que compartilham suas opiniões. 
Como todos esperavam, teve sorteio de brindes!!

(Foto: Guardiã da Meia Noite)

Nestes pacotinhos, além de lenços e marcadores, para a nossa surpresa, tinha ingressos para irmos assistir ao filme quando ele lançar. Imaginem a minha alegria quando eu vi!!! :D


Foi uma tarde muito gostosa, eu ainda não li todos os livros da autora, mas já estão na minha listinha de leitura! Não vejo a hora de assistir ao filme.



Orgulho Nerd - Dia da Toalha
















No mesmo fim de semana, no domingo dia 22, eu participei do evento Orgulho Nerd - Dia da Toalha.

O evento foi organizado pela Patrícia em parceria com a Editora Arqueiro e Aleph. Foi um evento muito bom, pois eu não conhecia muito este tema, o dia da toalha em si, eu não sabia o que significava, e sai do evento entendendo tudo desse mundo.

O assunto do evento foram em torno de alguns títulos das editoras. Da Editora arqueiro falaram sobre O mochileiro das galáxias, Caminho das sombras, Trama e O quarto dia, e da Editora Aleph falaram sobre o mundo Star Wars e Star Trek.


Eu tinha uma certa curiosidade por estes livros do Mochileiro, mas eu não tinha a mínima ideia do que se tratava, e depois de saber mais sobre eu fiquei doida para ler. Achei muito interessante o que o autor quis abordar nestes livros, lerei em breve.


O dia da toalha é celebrado no dia 25 de maio pelos fãs de Douglas Adams, o autor da saga Guia do Mochileiro das Galáxias.
No guia encontramos uma explicação sobre a importância da toalha, pois um mochileiro não pode esquecer a sua toalha nunca.

“A toalha é um dos objetos mais úteis para um mochileiro interestelar. Em parte devido a seu valor prático: você pode usar a toalha como agasalho quando atravessar as frias luas de Beta de Jagla; pode deitar-se sobre ela nas reluzentes praias de areia marmórea de Santragino V, respirando os inebriantes vapores marítimos; você pode dormir debaixo dela sob as estrelas que brilham avermelhadas no mundo desértico de Kakrafoon;Pode usá-la como vela para descer numa minijangada as águas lentas do rio Moth;Pode umedecê-la e utilizá-la para lutar em combate corpo a corpo; enrolá-la em torno da cabeça para proteger-se de emanações tóxicas ou para evitar o olhar da Terrível Besta Voraz de Traal (um animal estonteantemente burro, que acha que, se você não pode vê-lo, ele também não pode ver você – estúpido feito uma anta, mas muito, muito voraz);Você pode agitar a toalha em situações de emergência para pedir socorro;E naturalmente pode usá-la para enxugar-se com ela se ainda estiver razoavelmente limpa.Porém o mais importante é o imenso valor psicológico da toalha. Por algum motivo, quando um estrito (isto é, um não-mochileiro) descobre que um mochileiro tem uma toalha, ele automaticamente conclui que ele tem também escova de dentes, esponja, sabonete, lata de biscoitos, garrafinha de aguardente, bússola, mapa, barbante, repelente, capa de chuva, traje espacial, etc., etc.Além disso, o estrito terá prazer em emprestar ao mochileiro qualquer um desses objetos, ou muitos outros, que o mochileiro por acaso tenha “acidentalmente perdido”. O que o estrito vai pensar é que, se um sujeito é capaz de rodar por toda a Galáxia, acampar, pedir carona, lutar contra terríveis obstáculos, dar a volta por cima e ainda assim saber onde está sua toalha, esse sujeito claramente merece respeito.” 

Curti muito saber mais sobre a importância da toalha, sobre os livros e o mundo Nerd. Foi muito bom.
Como sempre o evento teve sorteios, e brindes diferenciados aqui em Porto Alegre. Foi tudo muito caprichado e feito com carinho, eu adoreii.


Foi o fim de semana mais sortudo que eu já tive, pois fui sorteada e voltei muito feliz pra casa!!



Foi um fim de semana literário, participei de dois eventos ótimos. Adoro estes eventos e sempre que posso participo.

Espero que vocês tenham curtido!!


 

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Resenha: A história de nós dois


Oi meus amores, tudo bem?

Hoje eu venho cometar com vocês sobre a minha última leitura em parceria com a Editora Arqueiro. Uma história linda e emocionante!!


A história de nós dois
Dani Atkins

A História de Nós Dois
Sinopse
Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada. 
Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse. 
Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal. 
Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou... 
Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?


Meu primeiro contato com a escrita da autora foi quando eu li "Uma curva no tempo", também publicado pela editora Arqueiro. Eu gostei muito daquele livro, e quando vi o lançamento deste eu não pensei duas vezes antes de solicitá-lo. 

Este livro é daqueles que é carregado de emoção, que nos emociona ao longo da leitura, que nos faz torcer pelo protagonista, torcemos e sofremos com ele, e tudo que queremos é um final feliz. Amo a escrita da autora, e de como ela nos envolve, e nos faz sentir parte da história.

A história é escrita em primeira pessoa, narrado por Emma, uma moça de 27 anos, trabalha em uma livraria, é noiva de Richard, e mora com os pais. Sua mãe tem Alzheimer, e esse foi o motivo pelo qual ela voltou para casa, depois de ter morado um tempo fora.

Três dias antes de seu casamento, Emma fez uma despedida de solteiro, e na volta para casa com suas duas amigas Amy e Caroline, elas sofrem um acidente de carro. Na estrada um homem vê o acidente, e vai até o carro para ajudar, e salva a vida de Emma e suas amigas.

Seu herói chama-se Jack, desde o primeiro instante surge um sentimento entre os dois. Jack é bonito, ele é escritor, está por acaso na cidade, veio para fazer uma pesquisa para seu novo livro. Algumas situações, fazem com que os dois acabem se encontrando e a cada encontro os dois percebem que existe algo, um sentimento surgindo entre eles.

Emma está confusa, pois está noiva de Richard, e agora parece que a todo momento ela acaba se encontrando com o Jack. O que Emma não esperava é que descobriria algo sobre Richard que abalaria seu noivado. E agora??



A história deste livro é muito intensa, e nos faz realmente fazer parte. A vida de Emma não é fácil, ela larga sua vida, volta pra casa por causa mãe que tem Alzheimer, e seu pai não quer tratar a doença da mãe, não quer uma ajuda especializada e isso torna a vida deles mais difícil.

A escrita da autora é leve, envolvente, é impossível parar de ler sem saber o que vai acontecer no final.
O livro é dividido em capítulos, sendo que o Fim é o primeiro capítulo, intercalando com os outros capítulos. E este capítulo Fim é divido em seis partes ao longo da história. Ou seja, começamos a história pelo fim, vamos conhecendo a história, ao longo vamos acompanhando o que vai acontecendo com Emma, até chegar de fato no ultimo capítulo Fim. E o fim é inacreditável, na verdade a autora nos enrola direitinho. Não vou contar para vocês verem a magia e se surpreenderem assim como eu.

Não quis contar muito os detalhes para não perder a graça, mas a história é linda. Vale muito a leitura, é um livro que fala de amor, amizade, família, perdão e superação. 



Resultado de imagem para duologia tensão