Categorias:

Clichê é um livro nacional, escrito por Carol Dias, publicado pela editora Ler Editorial. Foi o primeiro livro que eu recebi em parceria com a Editora.

A história deste livro lembra muito aqueles filmes de sessão da tarde, aqueles romances que nos prendem e nos fazem torcer pela protagonista.

O livro nos conta a história de Marina Duarte, uma jovem que logo após perder seu emprego se vê desesperada e vai pedir ajuda para sua tia. Marina tem duas graduações, música e letras, mas não trabalha na área dos cursos, na verdade ela era garçonete. Sua tia lhe indica em um emprego de babá, na casa de um milionário, o Killian. Ela terá que cuidar de duas crianças, o Dorian e a Allyson que ainda sofrem pela perda da mãe.

De cara Marina consegue conquistar as crianças e aos poucos vai se aproximando delas. Marina é professora de música, toca violão e canta, e com sua música ela encanta as crianças e claro o patrão, hihihi.

Killian é um homem de negócios, trabalha muito e por isso contrata a Marina, ele quer uma babá que entenda e ajude as crianças. Faz pouco tempo que a esposa morreu, e o sofrimento é muito presente. Mas logo na chegada Marina já mostra a que veio, e é muito eficiente, tem ideias e faz de um tudo para ajudar as crianças e seu lindo chefe❤

Como o próprio título já nos diz o romance é "clichê", a babá que se apaixona pelo patrão. Killian é bonito e muito charmoso e claro que Marina se sente atraída por ele. Aos poucos os dois vão se aproximando e isso já sabemos no que vai dar.
Resultado de imagem para resenha do livro clichê
O livro é bem gostosinho de ler, um romance leve e a escrita da autora é fluida. Os personagens são carismáticos, e torcemos muito pelo casal. Gostei da forma que a autora desenvolveu a história, em alguns momentos temos os flashbacks da vida de Killian antes da morte de sua esposa e isso nos deixa mais a par de como era a vida dele antes do ocorrido. 

O enredo é muito bom, mesmo que já imaginamos o que vai acontecer, é gostoso de acompanhar o desenvolvimento dos personagens e ver como tudo de fato vai terminar. Indico a leitura para quem gosta de romance leve e clichê❤ 

Preciso falar da diagramação, o livro que está lindo, as letras em um tamanho ótimo para leitura, e cada entrada de capitulo ele é decorado com corações, e acho que nem precisaria dizer que a capa está maravilhosa, muito linda.

Agradeço a Editora por ter  disponibilizado o livro para leitura.

Resultado de imagem para ler editorial



Categorias:

Olá pessoal!!! Hoje quero elogiar vocês por serem leitores tão queridos, que contam suas histórias (adoro conhecer elas), por me apoiarem, por estarem aqui simplesmente, de coração: adoro todos vocês!!!

Fiz esse elogio por dois motivos: primeiro porque é sincero e segundo porque vem ao encontro da crônica de hoje.

Sugestões de temas e de músicas, deixem nos comentários.
Apertem o play e boa leitura.


Abraços cheios de carinho.

******

O poder do elogio
Resultado de imagem para elogiar faz bem
Quantas pessoas você já elogiou hoje? E ontem? E semana passada? Você costuma elogiar? Gosta de receber elogios? E criticar? E falar mal do serviço de telefonia, do atendimento no supermercado, da farmácia que lhe vendeu o remédio errado, do ônibus mega lotado? Reclamar tenho certeza que todo mundo reclama. Mas porque isso?

Vivemos numa sociedade "viciada" em reclamar, tudo bem que com razão na maioria dos casos até porque se queremos que os serviços melhorem precisamos falar sim masssss...porque não elogiar quando recebemos o tratamento que queremos?  

Todos nós adoramos receber um elogio mesmo que muitos escondem a alegria quando recebem, receber um elogio dá ânimo, traz alegria, faz nos sentir valorizados, vistos, notados. Receber um elogio mostra que estamos fazendo bem feito o que fizemos, mostra que estamos tratando bem as pessoas, que as pessoas estão felizes com nossa dedicação... E se nos sentimos tão bem sendo elogiados, por que não elogiamos as outras pessoas?

Dou um valor imenso principalmente a quem atende o público porque muitas vezes eles se deparam com criaturinhas estúpidas, de mal humor, que tiveram um dia ruim e estão esperando qualquer motivo para descontar suas energias ruins e muitas vezes o motivo pode surgir em esperar 3 ou 4 minutos por um atendimento. Se o serviço da empresa que está lhe atendendo está ruim mande uma mensagem para a ouvidoria da empresa por exemplo mas, não mal trate as pessoas que muitas vezes recebem pouco para atender você, pessoas que muitas vezes acordam de madrugada, passam o dia atendendo pessoas sem paciência como você e que de noite ainda vão estudar, que vão fazer uma faculdade, uma curso e ainda tem que chegar em casa, cuidar da casa, dos filhos, comer, estudar, dormir... São pessoas que encaram diversos "leões" por dia e tentam, na medida do possível, não mandar você para aquele lugar quando tu mesmo trata elas com patadas. 

Agora se o atendimento está ruim, se a pessoa que estiver lhe atendendo estiver de cara de poucos amigos, que tal você largar uma frase tipo: - você está se sentindo bem? desculpa mas se não estiver posso ser atendida por outra pessoa - desculpa se não estou ajudando o seu dia a ficar melhor - desejo que o resto do dia lhe traga sorrisos e bem estar, tudo sempre fica bem. São frases aleatórias e que seriam mais uma indireta para a pessoa pensar em como está agindo e quem sabe essa pessoa com cara de poucos amigos não esteja precisando mesmo de uma palavra de incentivo? Ou se você é mais prático, fale com o gerente da empresa, mande uma mensagem ou fale pessoalmente informando que acredita que tenha uma funcionária (o) que não esteja se sentindo muito bem, mas faça com calma, não coloque raiva nas palavras, você não sabe o que o atendente já passou naquele dia e uma patada do chefe com certeza não seria a melhor solução.
Resultado de imagem para cactos tumblr
Mas sempre que for bem atendido elogie, mande uma mensagem para a empresa informando sobre o funcionário que lhe atendeu, no final do atendimento diga para a pessoa o quanto você se sentiu bem ao ser atendido por ela, coloque nas redes sociais até o nome da pessoa (além da empresa) que lhe atendeu e diga o quanto se sentiu gratificado por ser tratado com educação. Vamos parar de encher nossas redes sociais com desastre, notícias ruins, não que isso não tenha que ser divulgado mas vamos aprender a encher de postagens destacando o trabalho de quem faz bem feito. 

Façamos uma corrente, indique alguém que trabalha bem, que atende bem. Muitas vezes é dessa energia maravilhosa que o mundo precisa se "viciar", são de pessoas querendo ser... tipo aquela colega de trabalho que foi elogiada, são de pessoas que leram o elogio feito a uma outra pessoa que faz o mesmo trabalho que elas e isso despertou a vontade de fazer o melhor todo dia, são jovens que terão pessoas de bem em todos os setores trabalhistas para se espelhar, são motivos ótimos para todo mundo ver que o planeta tem jeito sim, basta unirmos forças e espalharmos exemplos e principalmente: nos tornarmos referência de bom trabalho e bom tratamento para com as outras pessoas pois, do momento que nós começarmos a subida para sermos melhor a cada dia que passa...sem perceber... sem notarmos... vamos transformar a energia do mundo para muito melhor.

Seja também um exemplo a ser seguido, seja também uma referência de educação, de trabalho bem feito, de amiga querida, seja inspiração para outras pessoas. 



Olá Pessoal!! Hoje vou indicar o livro Meio Rei do autor Joe Abercrombie, um livro imperdível para os fãs de literatura fantástica.

Yarvi é o filho mais novo dentre os filhos do Rei de Gettland, Uthrik, que fica localizada na região do Mar Despedaçado, por ter nascido com uma deficiência ele é desprezado pelo pai, irmão e da maioria dos habitantes do reino, sendo considerado um meio homem e alvo de piadas, por não conseguir segurar um escudo e nem ter habilidade com a espada, longe de ser um guerreiro e um príncipe a altura do pai e do irmão.


Por esse motivo ele resolve se tornar um ministro, um conselheiro do rei, mas perto do último teste para se tornar ministro Yarvi recebe a notícia do seu tio Odem, que seu pai e irmão mais velho foram mortos em uma emboscada, desta maneira ele é obrigado a se tornar rei e durante a sua posse jura vingar a morte do seu pai Uthrik e do seu irmão Uthil.

No entanto, quando o agora rei Yarvi, foi para Amwend a primeira cidade de Vansterland cujo rei era o traidor Grom-gil-Gorm, ele acaba sendo vítima de uma terrível traição, logo acaba preso e vendido como escravo. Agora para conseguir cumprir o juramento que acabara de fazer, Yarvi terá que usar de toda a sua inteligência para sobreviver aos perigos que irá enfrentar; buscar forças e respeito que pensava que não tinha e claro contar com um pouco de sorte e conquistar amigos improváveis.

“Um rei deve vencer. O resto é insignificante.” (pág. 25)


“O sábio espera por seu momento, mas nunca o deixa passar.” (pág. 110)

Novamente com maestria o autor Joe Abercrombie nos presenteia com uma história incrível, Yarvi é um herói improvável, não só pela sua deficiência, mas pela falta de experiência, pois nunca treinou para ser um príncipe guerreiro, tendo o respeito que lhe é devido, mas no decorrer da história ele vai se fortalecendo e se distanciando do inofensivo príncipe, apesar de que muitas das vezes não acreditar em si próprio. Os demais personagens são interessantes e acabamos nos apegando a eles também.
“Talvez você precise de duas mãos para lutar contra alguém, mas só de uma para dar uma facada nas costas.” (pág. 192)
O livro é narrado em terceira pessoa e a leitura flui bem, onde mistérios, traições, vingança, violência não faltam, longe de se comparar com a trilogia A Primeira Lei, mas com certeza vale demais a leitura, para os fãs do gênero um livro imperdível, que venham as continuações Meio Mundo e Meia Guerra.


Categorias:


Olá pessoal, como estão?  Como estão superando os desafios de todo dia? E os medos? Vocês estão lembrados da primeira crônica do ano onde eu falei sobre superar limites? 
Quem foi "tocado" pelo texto está superando seus limites mesmo ou a vontade ficou só na leitura? 

Hoje venho falar de algo bem interligado com a superação de limites: venho falar sobre medo. O tema de hoje foi sugestão feita pela minha amiga querida que sempre comenta aqui, a Taty Casarino. Esse tema rende várias postagens, mas hoje começo a falar um pouquinho sobre esse assunto tão delicado quando trata da vida da gente. Outras postagens virão.

Quem tiver sugestões de temas para as crônicas deixe nos comentários. Agora cliquem no play e boa leitura à todos.

Abraços com muita energia positiva.

*******

Medo e Superação

Resultado de imagem para mulher pensando na vida

O que mais te limita na vida? O que te impede de fazer muitas coisas que gostaria? Por que essas coisas te impedem de ser você mesma? 

Acredito que para a maioria das coisas o que impede de ir adiante é o medo.

Medo tem duas caras: uma que é de nos preservar a vida, de nos impedir de fazer loucuras que podem custar nosso lugarzinho nesse mundo e outra que é o simples receio de sermos quem somos e é desse lado que quero falar hoje. 

Quantas vezes sentimos medo de sermos quem somos de verdade? Quantas vezes nos escondemos das pessoas por sermos acima do peso, ou muito magros ou muito altos? Quantas vezes sentimos medo de falar do que gostamos, de ser quem somos? Esse medo nos limita demais, nos impede de viver. 

Obviamente que hoje em dia temos dezenas de motivos para sentir medo: de assalto, de acidente, da crise econômica, de temporal (pelo menos aqui no sul o povo anda ressabiado com tanto temporal), etc. Tudo bem, mas não podemos deixar que esse medos nos impeçam de viver. 

Quanto às situações que não podemos controlar diretamente (assaltos, acidentes, temporais, crise, ...) temos a saída de nos precaver da melhor forma e confiar que nada nos acontecerá, energia positiva faz bem, porém, quanto às situações que podemos sim, que temos poderes sim de influenciar muito diretamente (medo de falar, de ser quem somos, de ir atrás de um sonho, etc), esses nós temos o dever de enfrentar porque é da nossa vida que estamos falando, é de nosso bem estar que estamos tratando e ninguém vai ficar aqui nesse mundo para semente não. 
Resultado de imagem para mulher sentada pensando no amor
Medo com certeza é mais complexo do que imaginamos ser, medo pode ser um sentimento bem escondido dentro de nós por uma situação que tenhamos vivido há muitos anos e que nos machucou e isso pode ser algo simples como uma frase inocente que alguém nos disse mas que causou grandes estragos em nós. Precisamos ter a força, e temos essa força sim, de procurar dentro da gente o que alimenta esses medos, precisamos descobrir a origem para poder enfrentar e melhorar, e nos curar. Ninguém precisa saber quais são nossos medos, ninguém precisa saber a origem deles mas, nós sim precisamos saber disso...quem quer dar um passo rumo à superação, precisa sim fazer isso. 

Quantas pessoas tem o prazer de esculachar os outros, de humilhar, de rir da cara dos outros da pior maneira possível...quem passa por essas situações nunca esquece mas não podemos ter medo disso!! Precisamos aceitar que somos pessoas diferentes, com personalidades diferentes e que ninguém tem o direito de tirar nosso bom humor, nossa alegria, ninguém tem o direito de destruir nossa personalidade. Precisamos enfrentar esse medo e ser sim quem queremos ser, precisamos ter mais orgulho de quem somos pois somos únicos. Precisamos superar essas barreiras internas, precisamos antes de qualquer outra coisa que se julgue urgente: precisamos enfrentar nossos medos internos e superar nós mesmos antes de qualquer coisa, pois nada é mais importante, nada é mais espetacular do que sermos quem somos de verdade e mostrar para o mundo que somos felizes dessa maneira.
Imagem relacionada
Claro que sempre temos o que melhorar, o que corrigir em nós mesmos, temos defeitos, temos bloqueios mas só o fato de admitirmos nossos defeitos, de irmos atrás do conserto deles, só o fato de termos orgulho de sermos seres imperfeitos em busca de amadurecimento....isso basta para mandar qualquer medo embora. 

Trabalhar com nossos medos internos pode ser libertador e a sensação ser algo inesquecível. Superar nossos medos é mais do que um simples desafio: são as maiores superações que podemos ter na vida e em toda a caminhada de superação há aprendizados importantes. Aprenda, se supere, seja feliz, seja leve. 



Categorias:

Oi meus queridos, tudo bem? Vamos conferir alguns lançamentos de Março da Editora Arqueiro. Está vindo muita coisa boa por aí e é difícil escolher qual ler primeiro


O Sol Também é Uma Estrela
Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.
Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.
O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?



A Chave de Rebecca
Norte da África, Segunda Guerra Mundial. As tropas britânicas na região estão sofrendo perdas significativas. Não há dúvidas de que alguém está informando o inimigo sobre os movimentos e planos estratégicos do exército britânico.
O espião é conhecido por seus compatriotas alemães como Esfinge, mas para todos os outros é o empresário europeu Alex Wolff. Após cruzar o deserto, ele chega ao Cairo, no Egito, munido de um rádio, uma lâmina letal e um exemplar do livro Rebecca, de Daphne du Maurier. Violento e implacável, ele está disposto a tudo para cumprir a missão que recebeu.
Para isso, conta com a ajuda de uma dançarina do ventre tão inescrupulosa quanto ele.
O único homem capaz de detê-lo é William Vandam, oficial da inteligência britânica que precisa desvendar o enigma do Esfinge para interromper o avanço dos nazistas.
Ao mesmo tempo que os alemães chegam cada vez mais perto da vitória final, Vandam também se aproxima de seu adversário, da chave que revela o código escondido no livro – e do combate mortal...

Irmãos de Sangue
A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.
Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.
Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,
Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.
Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

Quando a Bela Domou a Fera

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos.
Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.
No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?